home pageárea restrita
São Bernardo tem 21 bens tombados pelo conselho de patrimônio municipalPatrimônio
Publicação:29/5/2009
São Bernardo tem 21 bens tombados pelo conselho de patrimônio municipal

Ana Paula Dante
da redação

São Bernardo do Campo tem atualmente 21 bens considerados patrimônios públicos a serem preservados pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de São Bernardo do Campo (Compahc). Cada um dos bens preserva uma característica da cidade, como os pavilhões e estúdios da antiga Cia. Cinematográfica Vera Cruz ou a Chácara Silvestre.

O Compahc de São Bernardo busca identificar em construções, praças, ruas ou objetos, momentos significativos da história da cidade. Criado em 1984, o conselho é vinculado à Secretaria de Educação e Cultura e tem por finalidade assessorar a administração municipal na defesa, preservação e valorização do patrimônio histórico municipal.

Formado por representantes da sociedade civil e de setores da administração municipal, o Compahc tem como objetivo conservar e divulgar os documentos sobre museu, folclore, cultura popular e história da cidade.

Os locais considerados patrimônios históricos pelo Compahc em São Bernardo refletem a formação industrial da cidade e todo o desenvolvimento do município. Entre os 21 bens tombados na cidade estão os pavilhões e estúdios da antiga Companhia Cinematográfica Vera Cruz; a antiga Emeb Santa Terezinha; Câmara de Cultura Antonino Assumpção; Torre da Elni; Árvore dos Carvoeiros; Edifício Alfa da Universidade Metodista de São Paulo; Cidade da Criança; Obelisco do Soldado Constitucionalista; painel da fonte de água no bairro Baeta Neves; Chácara Silvestre; Casa do Comissário do Café; Chaminé da Avenida Pery Ronchetti; Capela de Nossa Senhora da Boa Viagem; Capela Santo Antonio; Capela São Bartolomeu; Igreja Santa Maria; Capela Santa Filomena; Igreja Presbiteriana Independente; Chácara Lauro Gomes; Jatobá da Vergueiro e o painel Memórias de uma Cidade, do artista plástico Adélio Sarro.

A Antiga Cia Cinematográfica Vera Cruz, por exemplo, foi criada em 1949, por Franco Zampari e Ciccilo Mararazzo, em uma antiga granja no município. Depois de várias crises financeiras, a companhia encerrou suas atividades em 1972. Em função de seu valor como espaço referencial da memória artístico-cultural, em 1987, foi tombado pelo Compahc.

A Chácara Silvestre, antiga propriedade de veraneio da família Simonsen está ligada à história da cidade por ter sido habitada pelo primeiro prefeito da cidade, Wallace Simonsen. Em razão da sua importância histórica e arquitetônica como um marco da arquitetura residencial da elite de 1930, e como testemunho da antiga função rural, que se consolidou no município desde o século IX.

Hoje, o local abriga o Serviço de Patrimônio Histórico, responsável pela pesquisa, preservação e divulgação da história da cidade.

A cidade tem ainda um inventário com 39 bens tombados provisoriamente pelo Compahc, que inclui a Chácara da Avenida da Senador Vergueiro, o clube de campo do Mesc, a Praça Lauro Gomes e o Cemitério da Vila Euclides.

Quem se interessar por informações sobre a história da cidade, pode visitar o Serviço de Patrimônio Histórico, que fica na Rua João Pessoa, nº 236, no Centro de São Bernardo. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4337-8217.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS  |  VERSÃO PARA IMPRIMIR
© Copyright 2011  -  Município de São Bernardo do Campo
Praça Samuel Sabatini, 50 - CEP 09750-901 - PABX 4348-1000   -