Aniversário de 20 anos da Câmara de Cultura Antonino Assumpção

 

Um dos mais importantes espaços culturais da cidade completa duas décadas de existência. Mas esta história começou há mais de cem anos...

O imóvel da Câmara de Cultura Antonino Assumpção foi provavelmente construído em 1890 como duas residências por José D'Angelo. Três anos depois, adquirida pelo município, tornou-se Câmara de Vereadores. Em meio a uma história repleta de reviravoltas (Estado Novo, sede de São Bernardo do Campo que foi para Santo André na metade do século XX, emancipação e retorno), o local, a partir da década de 1940, abrigou gabinete de prefeitos, Correios e a Casa dos Esportes. A edificação foi tombada em 1987 pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de São Bernardo do Campo. Cinco anos depois, surgiu o movimento da sociedade civil “SOS Câmara” com o objetivo de lutar pela recuperação, preservação e uso compatível com sua importância histórico-cultural.

Finalmente, no dia 5 de setembro de 1997, após reforma, o patrimônio foi entregue como um equipamento público para a realização de shows musicais, exposições, espetáculos teatrais, circenses e de dança, palestras, oficinas, cursos, seminários, intervenções, performances e outras atividades culturais e artísticas. O nome Câmara de Cultura Antonino Assumpção homenageia, ao mesmo tempo, a antiga câmara dos vereadores aqui instalada e o fundador do Regina Pacis, grupo teatral mais antigo de São Bernardo do Campo.

Em sua trajetória, a Câmara de Cultura Antonino Assumpção contribuiu na formação de um público sensível e crítico. Por aqui passaram nomes consagrados que deixaram marcas na vida das pessoas e da cidade. Aspirantes e jovens artistas puderam se revelar. Conhecimento, saberes, arte e história sempre estiveram juntos.

Agora, em 2017, para comemorar os 20 anos de atividades e projetando o futuro, a Secretaria de Cultura realiza uma série de ações especiais de aniversário retomando a vocação da Câmara de Cultura Antonino Assumpção como território livre para a escuta da diversidade e do exercício das subjetividades. Em outras palavras, num lugar/espaço para as nossas emoções, reflexões e descobertas. Grátis. Confira a programação.

Câmara de Cultura Antonino Assumpção. Rua Marechal Deodoro, 1.325, Centro. Tel.: 4125-0054.

 

Banda Paralela

Divertida, irreverente, versátil e virtuosa, resgata a tradição das bandinhas brasileiras com repertório alegre e inventivo. Com sopros e percussão, e também dançando em cortejo pela calçada, o grupo convida o público a interagir ao som de ritmos brasileiros como samba, maracatu, xote, maxixe, baião e gêneros não usuais para essa formação, como rock, black, pop, funk e até dance music. Músicos: Tiago Sormani, Alexandre Daloia, Ivan Alves, Marcio Forte, Douglas Freitas, Denilson Martins e Maycon Souza. 50 min. Livre.

Dia 5/09, 18h30

 

As Galvão

Com 70 anos de carreira, as irmãs Mary e Marilene, conhecidas pelo público como As Galvão, têm mais de 1.000 músicas gravadas. Elas não têm na ponta da língua o número de discos lançados, já que foram muitos discos. “É a história de duas mulheres cantando moda caipira, um gênero muito difícil. Começamos crianças, vencemos barreiras e preconceitos. Não foi fácil, mas sempre fomos muito persistentes”, diz Mary. 60 min. Livre. Distribuição de 100 ingressos a partir das 19h, limitados a 1 por pessoa.

Dia 5/09, 20h

 

Metá Metá Trio

Neste mês especial de aniversário da Câmara de Cultura, o Metá Metá Trio, vencedor do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) de melhor álbum de 2016 com o disco MM3, formado por Juçara Marçal (voz), Kiko Dinucci (violão) e Thiago França (sax), dispensa o uso de percussão, sem deixar as características rítmicas de lado. Metá Metá (que significa três em iorubá) tem referências da música africana, do jazz, entre outros. Neste show, o grupo apresentará músicas dos seus 3 CDs e 3 EPs. Distribuição de 150 ingressos a partir das 19h, limitados a 1 por pessoa. 60 min. Livre.

Dia 6/09, 20h

 

Bazart de Praxe

A festa com DJ, b-boys, oficinas rápidas e comidinhas de rua é ponto de encontro de jovens designers da cidade e de seus convidados. Além de mostrar toda a sua arte, os participantes expõem e divulgam suas marcas independentes em roupas e acessórios artesanais.  Desenvolvido e realizado na Câmara de Cultura Antonino Assumpção desde março de 2015. Coordenação: Thaís Melo e Jorge Nunes (Ori Produções), Ermac (Lado Loco) e Bruno Costa. Confira toda a programação em: facebook/bazartdepraxe.

Dia 16/09, das 11h às 19h

 

Sempre Mulher, com Grupo Cênico Regina Pacis

Criado há 55 anos por Antonino Assumpção, o grupo teatral mais antigo da cidade apresenta um espetáculo que enfoca as mulheres, levantando questões como o porquê de um dia dedicado a elas, as opressões que sofrem em muitas culturas. O espetáculo narra com muito humor e ironia, as situações enfrentadas no dia a dia, seus relacionamentos e certos comportamentos comuns a quase todas. Com o Grupo Cênico Regina Pacis. Texto e direção: Hilda Breda. Elenco: Agnes Piffer, Ana Maria Medici, Emeri Guglielmetti, Fatima Lucas, Giselle Lucas, Val Mataverni e Valdir Dellabarba. 60 min. 10 anos.

Dia 23/09, 19h

 

Livre na Feira

Na busca de uma identidade visual, o jovem fotógrafo da cidade, Daniel Crivelli, criou relações afetivas com os trabalhadores da feira livre da Avenida Robert Kennedy, bairro Assunção. “Tenho apreço especial pela feira livre... Na busca por clicks com gestual espontâneo, encontrei histórias de vida emocionantes, memórias e até a ambivalência dada pela simples relação de equilíbrio entre o real e o imaginário... Presenteei e fui presenteado.” A exposição homenageia esta atividade e todos os seus profissionais. Livre.

De 5/09 a 31/10, segunda à sexta, das 9h às 17h

 

Exposição: Uma casa e muitas histórias

Patrimônio Cultural de São Bernardo do Campo, o prédio de número 1.325 da Rua Marechal Deodoro, que há 20 anos abriga a Câmara de Cultura Antonino Assumpção, tem uma longa história, iniciada em fins do século XIX, com diversas ocupações e usos. Com fotos, registros documentais e textos, esta exposição apresenta os principais momentos da história desse imóvel que resistiu em meio às transformações urbanas, guardando em suas paredes parte significativa da memória da cidade. Livre.

Visitação de 5/09 a 31/10, segunda a sexta, das 9h às 17h