O Centro de Referência das Culturas Populares Tradicionais de São Bernardo do Campo – CRCPT é um espaço de produção e troca de conhecimentos, cuja atuação envolve uma programação contínua voltada ao debate, à reflexão, promoção e valorização das Culturas Populares Tradicionais de São Bernardo do Campo, como congada, folia de reis, capoeira, moçambique, entre outros.
 
São Bernardo é rico em manifestações das chamadas culturas populares tradicionais, as características de seu crescimento econômico, que trouxeram ao município grupos populacionais de diferentes partes do país e do mundo. Os (i)migrantes chegaram trazendo sua força de trabalho, seus conhecimentos, suas crenças e práticas culturais.
 
 
Os registros dessas vivências, modos de fazer e saber podem ser encontrados no Acervo Bibliográfico, Documental e Museológico que reúne livros, discos, DVDs, apostilas, fotografias e objetos tridimensionais: cerâmica figurativa, decorativa e utilitária, vindas das regiões de Caruaru e Vale do Paraíba; festas religiosas e profanas; brinquedos e brincadeiras.
 
 
 
O Centro de Referência atua nos segmentos:
 
  • Formação: oficinas, workshops, vivências, seminários e palestras, destinados a mestres, artistas, estudiosos e público em geral;
  • Difusão: exposições temporárias e de longa duração com objetos e documentos do acervo do Centro, apresentações de grupos artístico-culturais, contação de causos, palestras, danças populares, literatura, rodas de conversa, saraus, desenvolvimento de projetos de ação educativa, publicações e biblioteca especializada;
  • Preservação: atividades de salvaguarda, registro, pesquisa e difusão de conhecimento sobre o universo da produção material, práticas simbólicas e saberes/fazeres tradicionais dos grupos que compõem a rica diversidade brasileira e, em especial, de São Bernardo do Campo; mapeamento contínuo das manifestações das culturas populares locais e desenvolvimento dos acervos museológicos, bibliográfico e documental.
 
 
Foi no casarão da antiga Chácara Silvestre, construído entre 1932 e 1935, que Wallace Simonsen assumiu, a convite, o comando do movimento que resultou na emancipação de São Bernardo do Campo, em 1944.
 
Com a instalação do município, em primeiro de janeiro de 1945, Walllace se tornou o primeiro prefeito de São Bernardo do Campo, governando a cidade de 1945 a 1947. Com a aquisição do espaço pela prefeitura, em meados de 1970, o prédio passou a abrigar setores técnicos e administrativos, e nos anos de 1980, sediou a Casa de Artes, Centro de Pesquisa do Folclore e o Museu Histórico e Pedagógico Raposo Tavares. A partir de 1999, abrigou o Serviço de Patrimônio Histórico, com acervo e atividades voltadas ao campo histórico e cultural.
 
Identificada pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural (COMPAHC-SBC) a Chácara Silvestre foi tombada como patrimônio cultural da cidade em razão de sua importância histórica e arquitetônica, mas, sobretudo, por ser um remanescente da função rural que São Bernardo do Campo desempenha regionalmente.
 
No final de 2007, a Chácara foi fechada, sendo reaberta em 27 de agosto de 2011, com a inauguração do Parque Chácara Silvestre, projeto de revitalização, reconhecendo e valorizando o papel cultural da área verde do espaço. O Parque possui 86 mil quadrados e oferece aos visitantes dois playgrounds, espaço de convivência, pista de caminhada, trilha com circuito de 900 metros, arena coberta para shows, áreas de alongamento e ginástica, ciclovia de 56 metros para crianças com bicicletas até aro 12 e academia para terceira idade e pessoas com deficiência.
 
Em setembro de 2014, foi concluída a obra de restauro do casarão, primeiro patrimônio cultural público restaurado do município, que abriga o Centro de Referência de Culturas Populares Tradicionais de São Bernardo do Campo.
 
 
Hoje o espaço abriga o casarão da Chácara Silvestre, construído na década de 1930, dois playgrounds, espaço de convivência, pista de caminhada, trilha com circuito de 900 metros, arena coberta, áreas de alongamento e ginástica, ciclovia de 56 m para crianças com bicicletas até aro 12 e academia para a terceira idade e pessoas com deficiência.
 

 

Informações:
Avenida Wallace Simonsen, 1.800 – Nova Petrópolis
Fone: (11) 4121-3307
E-mail: chacara.silvestre@saobernardo.sp.gov.br
 
Horário de funcionamento:
 
Parque
segunda a domingo, das 6h às 18h
 
Casarão
segunda a sexta, das 10h às 16h
(sábados e domingos conforme programação específica).