Voltar

São Bernardo avança na construção de 196 unidades habitacionais nos núcleos Divinéia e Pantanal

São Bernardo avança na construção de 196 unidades habitacionais nos núcleos Divinéia e Pantanal

10 de Dez de 2020

Prefeito Orlando Morando vistoriou nesta segunda-feira canteiro de obras das futuras moradias

 

Em mais uma ação que visa garantir acesso à moradia digna à população de baixa renda, a Prefeitura de São Bernardo consolidou nesta semana nova etapa da construção de 196 unidades habitacionais nos núcleos Divinéia e Pantanal, na região do bairro Demarchi. Prevista para ser entregue em março de 2020, a obra foi vistoriada nesta segunda-feira (25/11) pelo prefeito Orlando Morando.

 

Na oportunidade, o chefe do Executivo acompanhou de perto a construção dos novos edifícios, assim como, vistoriou os serviços de urbanização que estão sendo realizados na região. Paralisada ainda em 2016 pela antiga gestão, a obra foi retomada em fevereiro deste ano após a atual Administração municipal conseguir junto ao Governo Federal aprovar renegociação dos valores para a continuidade do projeto. Orçada em R$ 17,7 milhões, a construção conta com recursos provenientes da União, por meio da Caixa Econômica Federal (CEF), com contrapartida da Prefeitura.

 

“Com o avanço das obras nos núcleos Divinéia e Pantanal, além de darmos sequência no nosso projeto de construção de novas moradias, também estamos ressuscitando uma esperança perdida para famílias que residem aqui. Depois de nove anos do anúncio do projeto, finalmente, moradores conseguem ver de pela primeira vez a construção do conjunto habitacional avançar. Um projeto, inclusive, que será entregue ainda na nossa gestão”, ponderou o chefe do Executivo.

 

MELHORIAS – Coordenada pela Secretaria de Habitação, a execução da obra nos núcleos Divinéia e Pantanal consiste em três etapas. A primeira delas inclui a finalização de 96 apartamentos localizados em três edifícios, sendo oito pavimentos cada, com dois quartos, sala, cozinha e área de serviço, distribuídos em 40 metros quadrados. Atualmente, essas moradias recebem obras de acabamento, com instalação de janelas e portas, além de pintura.

 

Na segunda etapa, estão sendo edificados mais 60 apartamentos em três blocos de edifícios, sendo cinco pavimentos cada, com dois quartos, sala, cozinha e área de serviço, em 40 metros quadrados. No momento, este conjunto recebe instalações elétricas e hidráulicas.

 

Por fim, está prevista ainda a construção de 38 unidades de casas sobrepostas – todas com um pavimento –, com 67 metros quadrados (dois quartos, sala, cozinha e área de serviço) e implantação de centro comercial com oito boxes e instalação de infraestrutura urbana, com drenagem, pavimentação, sistema de água, esgoto e energia elétrica. As unidades irão contemplar os munícipes da região cadastrados no programa de bolsa-aluguel.