Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
 
Voltar

São Bernardo lança Programa “Emprego Cidadão” e muda vida de moradores de rua

São Bernardo lança Programa “Emprego Cidadão” e muda vida de moradores de rua

01 de Mai de 2017 Leandro Baldini

São Bernardo lança Programa “Emprego Cidadão” e muda vida de moradores de rua.

Iniciativa da Prefeitura insere pessoas em vulnerabilidade social à carreira profissional em empresas do município; ação foi iniciada com 20 empregos

A Prefeitura de São Bernardo marcou o feriado de 1º de Maio (Dia do Trabalhador), nesta segunda-feira, com uma ação que transforma a vida dos moradores de rua da cidade. Trata-se do lançamento do Programa “Emprego Cidadão”, instituído com o objetivo exclusivo de inserção do público em vulnerabilidade social à carreira profissional.

Em ato liderado pelo prefeito Orlando Morando, o programa foi anunciado na sede do Central de Trabalho e Renda (CTR), oficializando a entrada 20 pessoas na empresa Guima, especializada em limpeza e prestação de serviço.
 
“Disparamos muitas cartas às empresas do município comunicando a todos sobre o início deste programa, porque será uma ação contínua em nossa gestão. Queremos o envolvimento de todo o empresariado, utilizando de sua responsabilidade social para gerar emprego a todo este público”, discursou o chefe do Executivo. O evento de lançamento também contou com a presença da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Carla Morando, do vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, do titular de Desenvolvimento Social e Cidadania, Mauricio Soares, demais secretários da administração, vereadores, além de representantes de empresas e indústrias do município.

Visivelmente emocionados, os recém-contratados receberam, um a um, carteira assinada, benefícios (vale transporte e refeição), além de abertura de conta bancária. Eles serão alocados em equipamentos públicos do município, de forma imediata. A média salarial é de R$ 1.500,00.

“Não é um programa para criar vagas de emprego, mas sim um ferramenta de inclusão social, que garante dignidade e qualidade de vida. O próximo passo, uma vez que o período de experiência no trabalho for superado, é estimular a volta para a escola. Muitos não possuem alfabetização completa. Por isso, é um processo contínuo de mudança de ambiente e de convívio. Tenho certeza que haverá muita reconstrução”, complementou Morando, estipulando que meta é inserir os 496 moradores de rua do município na vida profissional.

Depoimentos – Em cada pronunciamento, uma história e uma emoção diferente. Foi desta forma, que os novos trabalhadores descreveram suas expectativas com a chegada do Programa Emprego Cidadão.
O registro em carteira profissional nunca havia ocorrido na vida de Rodrigo Feliciano, 31 anos. Morador de rua há muitos anos, revelou que vai aproveitar a oportunidade. “Perdi minha dignidade e fui viver por aí. Agora, é o momento de recomeçar. Estou feliz”, destacou.
Vinda do Interior, Eusiane Nascimento Silva, 38 anos, residia em albergue em São Bernardo há alguns meses e sonhava com uma colocação profissional. “Chegou minha chance de mudar tudo. É um sonho poder trabalhar de maneira registrada e ter benefícios”, afirmou.