AVISO IMPORTANTE:

Não recolhemos animais mortos de pequeno ou grande porte em vias públicas e residências.

 Não prestamos atendimento clínico veterinário.

 

1. Programa de Controle da Dengue, Zika e Chikungunya

Visitas casa a casa, vistorias quinzenais em pontos estratégicos (ex. borracharias, ferro-velho) do município, investigação de casos suspeitos de dengue e delimitação de focos, vistorias em imóveis especiais (ex. hospitais e escolas) com a identificação e eliminação de focos e/ou criadouros do mosquito Aedes aegypti, com o objetivo de manter o nível de infestação dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus sob controle, evitando desta forma o risco de epidemia de dengue, Zika e Chicungunnya.

Denúncias e solicitações referentes a focos ou locais que oferecem condições propícias à criação de mosquitos poderão ser feitas por meio do Disk-Dengue 0800-195565, 4365-3349,4367-3306 e 4368-8153.

2.  Cronograma de Desratização e Desinsetização

O serviço de desratização e desinsetização em bairros, terrenos públicos, praças e ruas são realizados regularmente em todos os bairros do município, de acordo com a programação anual, pela equipe da Divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses, da Secretária de Saúde.

Informamos que o mutirão atende todos os bairros de modo integrado ao ano, percorrendo regiões críticas como áreas de enchentes, ruas de feiras, beiras de córregos, locais com caçambas de lixos e outras áreas com oferta de alimento.

 

 

Segue abaixo a programação:

Mês

Bairros

Janeiro e Julho

 

Botujuru, Demarchi, Nova Petrópolis e Santa Terezinha

Fevereiro e Agosto

 

Baeta Neves, Montanhão, Rudge Ramos e Anchieta

Março e Setembro

 

Cooperativa, Independência e Alvarenga

     

Abril e Outubro

Assunção, Alves Dias, Taboão e Paulicéia

 

Maio e Novembro

Jordanopolis, Planalto, Centro, Ferrazopolis

 

Junho e Dezembro

Riacho Grande, Dos Casas e Batistini

 

Salientamos que o cronograma poderá ser alterado frente à ocorrência e agravo inusitado de interesse à saúde pública.

A prefeitura de São Bernardo do Campo não realiza desratização e desinsetização em residências ou terrenos particulares.


3. Orientação para Prevenção de Infestação de Rato de Telhado em Residência

Informamos que o município através da Divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses não realiza extermínio de ratos de telhado, apenas orientamos medidas preventivas.

Os ratos de telhado têm hábitos intradomiciliares, costumam habitar locais altos como sótãos, forros e armazéns. Descem ao chão em busca de alimentos, andam por fios, sobem em galhos de árvores, escalam paredes e alimentam-se geralmente de grãos (semente de girassol), frutas, legumes e ração de cachorro.

Evite deixar qualquer um desses atrativos de dia e/ou noite em sua casa. Se existir sobras de alimentos e de água em seu quintal ou em algum terreno baldio próximo a sua residência, CUIDADO, este é o melhor convite para o rato de telhado ir morar em sua casa.

A limpeza do ambiente e o correto manejo do lixo doméstico ajudam a evitar a presença de roedores.

Desratização do local: O combate deve ser feito com barreiras físicas impedindo o acesso do animal no telhado. Orientamos contratar uma empresa de controle de pragas registrada e autorizada.

Informamos que a prefeitura de São Bernardo do Campo não realiza desratização em áreas particulares

4. Orientação Para Prevenção de Infestação de Pombo

Informamos que o município através da Divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses não realiza extermínio de pombos e retirada de ninhos, apenas orientamos medidas preventivas.

Pombos e pardais, embora não façam parte da fauna nativa brasileira, são protegidos pelo IBAMA, não podendo ser abatidos sem justificativa e licença específica.

Os Pombos alimentam-se de grãos e restos de alimentos, abrigam-se e constroem seus ninhos em locais altos, em áreas urbanas se reproduzem rapidamente por serem alimentados pelo homem podendo causar transtornos e doenças.

Medidas preventivas

O manejo adequado de restos alimentares, rações, o acondicionamento correto do lixo são medidas relevantes no controle de pombo.

Impedir o acesso dos pombos ao local, providenciando a instalação de barreiras físicas, é o controle mais efetivo quando associado ao não fornecimento de alimento e água.

Realizar a remoção periódica de ninhos, com coleta e descarte dos ovos e limpeza dos pontos onde os pássaros se abrigam.

É muito importante nunca varrer as fezes a seco. Umedeça as fezes antes de removê-las, pois nunca devem ser inaladas para evitar complicações respiratórias.

Não alimentar as aves.

5. Programa de Controle de Focos de Escorpião

Retirada de espécimes e tratamento da área (quando possível), com o objetivo de prevenir acidentes graves com este animal peçonhento.

Solicitações e informações de focos de escorpiões poderão ser feitas por meio da Central da Prefeitura, no telefone 0800-7708156, 2630-4650, 2630-4651, 2630-4652, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.


6. Abelhas, vespas e marimbondos

Atendimento apenas nos casos de emergência, da formação de colméias recentes em locais públicos que ofereçam risco à saúde da população, após a avaliação da equipe do Centro de Controle de Zoonoses.

Não realizamos este serviço em residências, empresas e outros particulares, apenas em logradouros e prédios públicos.

Solicitações, informações e avaliações poderão ser feitas por meio dos telefones 0800-7708156, 2630-4650, 2630-4651, 2630-4652, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.

 

7. Programa de Controle da Raiva

Campanha anual de vacinação contra a raiva em cães e gatos, captura de morcegos invasores, envio de material para análise laboratorial, recolhimento de animais agressores soltos em logradouros públicos sem dono ou cuidador, para observação mediante notificação de caso de mordedura pelo serviço de Saúde, orientações gerais de procedimentos referentes aos animais, com o objetivo de manter o controle da doença no município.

Campanha de vacinação contra a raiva em cães e gatos é realizada anualmente em todo o município, de acordo com o calendário do Ministério da Saúde.

Orientações e informações gerais sobre a prevenção da raiva animal, por meio dos telefones 4365-3349, 4367-3306 e 4368-8153.

 

8. Retirada de Morcegos em Imóvel.

Solicitações para a retirada de morcegos invasores poderão ser feitas pela Central da Prefeitura, no telefone 0800-7708156, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.

 

9. Retirada de Cobras Vivas

Solicitação ou recolhimento, quando a mesma já foi capturada, e posterior encaminhamento para o Instituto Butantã (para a devida classificação). As solicitações podem ser feitas por meio da Central da Prefeitura, no telefone 0800-7708156, 2630-4650, 2630-4651, 2630-4652, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.

10. Denuncia de imóveis com problemas de roedores

Denúncia de algum imóvel com problemas de roedores, acúmulo de material inservível e oferta de alimento causando incômodos à vizinhança e oferecendo risco à saúde pública.

Não são realizados procedimentos de desratização/ desinsetização residências, empresas e outros particulares, apenas em logradouros públicos conforme cronograma acima; orientamos a população nos procedimentos de prevenção e infestação.

As solicitações podem ser feitas por meio da Central da Prefeitura, no telefone 0800-7708156, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.

11. Programa de controle de outras zoonoses

Ações voltadas à prevenção e controle da febre maculosa, leptospirose, leishmaniose entre outras zoonoses existentes, com o objetivo de preservar a saúde pública.

Não prestamos atendimento clínico veterinário.

Solicitações para o recolhimento de animais agressores sem dono ou cuidador comunitário mediante notificação dos serviços de Saúde no caso de mordedura e após a avaliação da equipe de apreensão. Poderão ser feitas por meio dos telefones 4365-3349, 4367-3306 e 4365-4694.

Solicitação de eutanásia emergencial, somente em casos de animal em estado terminal em via pública sem proprietário ou cuidador, poderá ser feita por meio dos telefones 4365-3349, 4367-3306 e 4365-4694.

Orientações/investigações epidemiológicas sobre possíveis casos de zoonoses e seus procedimentos, referentes aos animais envolvidos, por meio dos telefones 4365-3349, 4367-3306 e 4365-4694.


12.  Local inadequado para criação de animais com risco sanitário.

Vistoria em locais inadequados de criação de animais oferecendo risco à saúde da população.

Denúncias poderão ser feitas por meio da Central da Prefeitura no telefone 0800-7708156, Rede Fácil e Aplicativo VcSBC.

Não atendemos denúncias referentes a maus-tratos animais. Estas deverão ser efetuadas no DICMA – Delegacia de Investigação dos Crimes Contra o Meio Ambiente, localizada no município.


13. Adoção de animais

Cães, gatos e animais de grande porte, de diversas idades e características, ficam disponíveis na unidade (CCZ).

Clique aqui e veja as fotos dos animais disponíveis para adoção, esta página é atualizada frequentemente.

Para adotar um animal de pequeno porte, basta comparecer ao Centro de Controle de Zoonoses, à Avenida Dr. Rudge Ramos, 1.740 – Rudge Ramos, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, munido de cópia de comprovante de endereço da residência, cópia do RG e CPF, informar telefone e levar coleira/guia ou caixa de transporte. Telefones 4365-3349, 4367-3306, 4365-4694

Para adotar um animal de grande porte, dirigir-se ao Centro de Controle de Zoonoses, à Avenida Dr. Rudge Ramos, 1.740 – Rudge Ramos, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h ou nos telefones 4365-3349, 4367-3306, 4365-4694. Mais informações clique aqui.


14. Palestras em escolas, sedes de comunidade e outras.

Educação em Saúde com ênfase em Zoonoses: Atividades e ações educativas, desenvolvidas para o esclarecimento e a prevenção de zoonoses junto a seguimentos da população. Ex.: Dengue, leptospirose, guarda responsável, infestação por roedores, orientações sobre pombos e febre maculosa, entre outros.
Projeto EnTENDA os bichos: tenda montada, com demonstração de espécimes de roedores, carrapatos, escorpiões, cobras, larvas e mosquitos do Aedes aegypti, moluscos e morcegos, entre outros, com a participação da equipe de educadores para orientar na prevenção da infestação ou invasão destes animais e das zoonoses.
Teatro de Fantoches da Dengue: Peça teatral apresentada de forma lúdica, com o objetivo de esclarecer a população sobre as diversas formas de prevenir o aparecimento de criadouros do mosquito Aedes aegypti, evitando, assim, a Dengue.

 

Outras atividades educativas.

Para solicitar qualquer atividade da equipe de Educação em Saúde, entrar em contato por meio dos telefones 4365-3349, 4367-3306, 4365-4694.

 

AVISO IMPORTANTE:

Não recolhemos animais mortos de pequeno ou grande porte em vias públicas e residências.

 Não prestamos atendimento clínico veterinário.

Informamos que não recebemos aniamis para futuras doações. Todo recolhimento é justificado com relevânciapara saúde pública.