Pular para o conteúdo
Acessibilidade

 

ATENÇÃO! AS ATIVIDADES PRESENCIAIS DE DANÇA CIRCULAR ESTÃO SUSPENSAS DURANTE A PANDEMIA!

 

"Nunca duvide que um pequeno grupo de cidadãos conscientes e comprometidos pode mudar o mundo; de fato, é a única maneira disto acontecer"  (Margaret Mead)

 

 

O projeto Dançando a Natureza e Celebrando a Vida surgiu em 2019, na Secretaria de Meio Ambiente e Proteção Animal da Prefeitura de São Bernardo do Campo, inspirado no trabalho desenvolvido por Estela Gomes, na Universidade de Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), um projeto que já conta mais de uma década de existência. A UMAPAZ integra o Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) do Município de São Paulo.

O Dançando a Natureza e Celebrando a Vida, teve início como um projeto totalmente experimental, em julho de 2019, voltando-se exclusivamente para os colaboradores da Prefeitura, com encontros quinzenais de 45 minutos. O projeto acabou ganhando este nome porque inspirados pelo trabalho de Estela Gomes, chamado Dançando a Natureza, os servidores entenderam que este era o nome que mais expressava o desejo de todos da equipe da SMA - Seção de Educação Ambiental. E assim ele ganhou uma complementação, unindo-se ao propósito de celebrar a vida. Para a participação dos servidores públicos, existe uma regra especial e para isso temos o apoio da Secretaria de Administração - Departamento de Gestão de Pessoas. Inserindo-se no contexto de promoção da saúde do servidor, a atividade está relacionada aos eixos temáticos da A3P (Agenda Ambiental na Administração Pública) do Ministério do Meio Ambiente, melhorando a qualidade de vida no ambiente de trabalho e estimulando a sensibilização e a capacitação dos servidores.

Cada mês abordamos um tema diferente nas nossas danças e quase sempre trazemos um texto para leitura, sempre relacionados à Educação Ambiental e à Cultura de Paz. Com o passar dos meses, a comunidade em geral começou a buscar nossa roda e entendemos que este poderia ser um excelente momento para integração de todos. Por isso, a partir de 2020, os encontros passaram a ser abertos a todos os interessados definitivamente.

Na dança, o aprendizado é presencial, vivencial, eminentemente prático, de forma a alcançar um maior envolvimento e sensibilização dos participantes com as questões socioambientais. A associação da Cultura de Paz com a Educação Ambiental, nos abre um espaço de debate em que podemos falar de coletividade. Os valores abordados na atividade se enquadram nas ações e práticas educativas da Educação Ambiental não-formal definidos pela Política Municipal de Educação Ambiental. Além de a atividade se enquadrar na Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), também contempla metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), como 3 - Saúde e Bem-estar, 4 - Educação de Qualidade, 5 - Igualdade de Gênero, 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes e também interage com vários outros objetivos e metas.

Veja mais alguns detalhes do projeto clicando abaixo.

 

Foto de encontro do Projeto Dançando a Natureza e Celebrando a vida - Fonte: PMSBC, SMA, 2019

Objetivos Gerais

 

  • promover atividade de integração dos servidores municipais e da comunidade local
  • promover valores como união, cooperação, sensação de pertencimento, inclusão, convivência pacífica, sustentabilidade e contato com a natureza
  • estimular o autoconhecimento e autopercepção do participante no que diz respeito às suas ações no coletivo e como indivíduo
  • atuar na promoção da Cultura de Paz

 

Justificativa

a proposta atende/se enquadra

  • na Política Municipal de Educação Ambiental
  • na Agenda Ambiental na Administração Pública do Ministério do Meio Ambiente (A3P)
  • nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)
  • é reconhecida pela Portaria 849/2017, do Ministério da Saúde, como Prática Integrativa Complementar (PIC), trazedo diversos benefícios à saúde física e mental de quem a pratica.
Pertinência e Impacto nas Questões Laborais
  • metodologia integrativa bastante aplicada em diversas áreas do conhecimento
  • atividade física capaz de trazer diversos benefícios à saúde humana
  • pode ser considerada uma atividade meditativa, que auxilia no processo de concentração e bem-estar psíquico
  • pela sua natureza grupal, promove o senso de coletividade, união e cooperação,
  • respeito à diversidade, harmonia, paz e pertencimento podem ser trabalhadas nas rodas.
  • estimulam a reflexão prática sobre a atuação do indivíduo no coletivo, elementos fundamentais do processo de sensibilização para as questões socioambientais e para a conexão com a Natureza.
Pertinência na Educação Ambiental
  • Atende artigos da Política Municipal de Meio Ambiente
  • Atende metas dos ODS
  • Atende A3P
  • Promove a reflexão e o respeito a todas as formas de vida na Terra e a todos os Recursos Naturais que sustentam nossa própria vida e a vida na Terra, como a água, o ar, o solo, a energia solar. Todos os elementos que convivem com os Seres Humanos nessa grande comunidade de vida, revisando as formas como lidamos com os aspectos socioambientais.
  • A dança circular pode ser considerada uma Metodologia Integrativa da Educação Ambiental sendo proposta como uma forma de alcançar um maior envolvimento e sensibilização dos participantes com a as questões socioambientais, de modo a ser associada à textos relacionados aos temas abordados em cada encontro

 

 

"Dançando juntos, curamos a nós mesmos e ao nosso planeta e descobrimos que podemos fazer o mesmo em nossa vida diária." (Anna Barton)

 

Assista aos vídeos que compartilhamos a seguir, para mais informações sobre como Dançar a Natureza e qual a relação da Dança Circular e da Educação Ambiental. Nos vídeos, Estela Gomes, Educadora Ambiental, Fisioterapeuta e Focalizadora das Danças Circulares na UMAPAZ, que criou o projeto que tanto nos inspira, explica um pouco mais sobre o assunto.

Como podemos Dançar a Natureza no nosso dia a dia? – Estela Gomes

Canal Consciência Próspera - 2017 .

 

Educação Ambiental e DCS: Qual a Relação? - Estela Gomes

Canal Consciência Próspera - 2017 .

 

Como posso participar?

 

Todos são bem vindos e mesmo que você tenha alguma restrição de mobilidade, basta nos avisar com o máximo de antecedência possível, para que possamos preparar uma adaptação da atividade para integrá-lo à roda. É recomendável que você venha com calçados e roupas bastante confortáveis, que lhe permitam fazer movimentos livremente sem se preocupar. Não há limite de idade, mas é importante estar em boas condições de saúde para participar, por isso, esteja sempre orientado por um médico sobre quais são as indicações para você. Algumas danças podem ser mais aceleradas e outras mais lentas. Os encontros são abertos e temos um sistema autônomo de assinatura de lista de presença. Assim que você chegar, vamos te recepcionar e explicar tudo direitinho. É só chegar na data e horário do encontro! Se possível, chegue com alguns minutos de antecedência para aproveitarmos bem o tempo, ok? Não precisa saber dançar, basta estar aberto para aprender! 

 

Onde e quando ocorrem os encontros?

 

Os encontros acontecem no Saguão do Teatro Cacilda Becker - Praça Samuel Sabatini, 50 - São Bernardo do Campo, das 10h40 às 11h30, sempre às quintas-feiras, a cada 15 dias. Temos um calendário específico e fazemos a divulgação antecipada das datas.

 

.

Mas e a pandemia?

 

Considerando que estamos atravessando um período de pandemia, praticamente todas as rodas de Dança Circular, ao redor do mundo, tiveram suas atividades presenciais suspensas. Por isso, estaremos em contato com o público, divulgando conteúdo a partir desta página, até que seja seguro retomar as danças de forma presencial. Muitas rodas estão acontecendo online e teremos bastante programação para lhe recomendar! Assim ninguém fica parado e seguimos conectados! Se você ainda tiver alguma dúvida, pode entrar em contato conosco pelo telefone 2630-4507. Ou pode preencher seus dados no cadastro, para receber nossas divulgações por Whatsapp ou Email, clicando aqui.

 

 

Foto de encontro do Projeto Dançando a Natureza e Celebrando a vida - Fonte: PMSBC, SMA, 2019

Veja algumas das mensagens deixadas voluntariamente pelos participantes, durante ou após os encontros do nosso projeto! Todas as mensagens recebidas durante o ano foram transformadas uma a uma em origamis de coração, que foram distribuídos no final do ano aos participantes como uma forma de compartilhar as emoções e os sentimentos vividos pelo grupo! 

 

Para que durante o período de pandemia possamos continuar a prática da Dança Circular, disponibilizamos uma pequena seleção de Danças e músicas com temas ambientais e de Cultura de Paz aqui na página da SMA! Clique no link abaixo para acessar!

Repertório - Dançando a Natureza e Celebrando a Vida